loading...

Polícia Civil cumpre mandado de prisão de autor de crime sexual em Tucuruí

A Polícia Civil deflagrou a Operação Tolerância Zero, nesta quinta-feira (12), em Tucuruí, sudeste paraense, para dar cumprimento ao mandado de prisão preventiva decretado pela Justiça contra Osiel de Sousa Leão, de 28 anos, por ter sido indiciado em inquérito policial por crime de estupro consumado e tentado contra a enteada e por ter também feito ameaças à mãe dela. A prisão foi cumprida por policiais civis da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), de Tucuruí, sob coordenação da delegada de Polícia Civil, Marizol Vasconcelos.
Segundo a delegada, em fevereiro deste ano, Osiel invadiu a casa da vítima, encapuzado, e tentou violentá-la. Mas a ação criminosa foi impedida por duas pessoas que testemunharam o crime e que abriram a porta da casa para chamar a atenção da vizinhança. "Não satisfeito, o indiciado ameaçou as duas (mãe e filha) de morte e depois fugiu do local, deixando o boné a casa. O objeto foi apreendido e usado pela Polícia Civil nas investigações", explica a delegada.

Essa não foi a primeira vez que ele cometeu crime sexual contra a vítima. Dias depois, ele novamente invadiu a casa, quebrou objetos e revirou o local, para intimidar a vítima e familiares. Após as denúncias, o caso foi apurado em inquérito policial na DEAM que representou pela custódia preventiva do acusado.

Com a decretação do mandado de prisão dele, a equipe policial formada pela delegada Moema Sarmento, escrivã Dilaylla Avila e investigadores Pantoja e Robson Leão, da DEAM, efetuou a prisão de Osiel. O preso foi transferido ao presídio Centro de Recuperação Regional de Tucuruí, para permanecer recolhido à disposição da Justiça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário